SAÚDE – Pesquisadora da UNISANTOS apresenta estudo para Fundação Bill and Melinda Gates, em Nova Déli

Professora Lourdes Martins foi a única representante da Baixada Santista no evento em Nova Déli

Única pesquisadora de uma universidade da Região Metropolitana da Baixada Santista a marcar presença em um dos maiores eventos mundiais da área de saúde materno-infantil, a professora doutora Lourdes Conceição Martins, do Programa de Mestrado e Doutorado em Saúde Coletiva da UNISANTOS,  esteve, entre os dias 13 e 16 de março, em Nova Déli, na Índia, onde participou da Knowledge Integration Grand Challenges: Data Science Approaches to Improve Maternal and Child Health in India, Brazil and Africa. Promovido pela Fundação Bill and Melinda Gates, o encontro reuniu instituições de ensino do Brasil, Índia e África que contam com o apoio da fundação para o desenvolvimento de suas pesquisas.

 

Representando a UNISANTOS no evento, a docente apresentou os resultados da pesquisa “Análise espacial da cobertura vacinal de crianças e sua relação com características socioeconômicas e de saúde no Brasil”, cadastrada no Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas da UNISANTOS (Ipeci), com o apoio do Ministério da Saúde por meio do CNPq e da Fundação Bill and Melinda Gates. O objetivo do estudo, desenvolvido há seis meses, é conhecer o real motivo pela queda da taxa de imunização em cada região do País. Vinculado à linha de pesquisa “Avaliação de exposição e risco ambiental”, conta com a participação de mestres e doutores, mestrandos e doutorandos do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Coletiva, e estudantes dos cursos de Enfermagem e Engenharia Ambiental da UNISANTOS.

 

Professora Lourdes Martins apresentou a pesquisa na Índia
Professora Carolina Barbieri também coordena o estudo

Segundo a professora Lourdes Martins, o evento serviu para estreitar relações e discutir parcerias com pesquisadores de instituições da Índia e da África. “Como esses docentes também desenvolvem pesquisas na mesma linha que a nossa, deu para estreitar parcerias para quem sabe desenvolvermos pesquisas em conjunto ou até realizarmos algum intercâmbio acadêmico”, disse a pesquisadora que também participou de uma série de discussões e de um treinamento para utilização de uma plataforma de dados elaborada pela Fundação.

 

Coordenadora do estudo ao lado da professora doutora Carolina Luísa Alves Barbieri, a representante da UNISANTOS na Índia disse que nesse momento está sendo feito um mapeamento nas regiões, e a partir desses resultados uma entrevista de campo será feita para que o grupo chegue a uma resposta final. “Nos temos um prazo de 18 meses para realizar essa pesquisa. Depois que chegarmos às respostas, enviaremos os relatórios para o Ministério da Saúde e para Fundação Bill and Melinda Gates, além de produzir publicações para revistas”, finalizou a professora Lourdes Martins.

 

BILL AND MELINDA GATES – Atuando em todos os continentes do Mundo, a Fundação Bill and Melinda Gates, através de parcerias com diferentes órgãos, visa reduzir problemas relacionados à área da saúde, por meio do desenvolvimento de novas ferramentas de pesquisa e estratégias para reduzir a carga de doenças infecciosas e as principais causas da mortalidade infantil.

 

Atendimento via chat
Atendimento via chat