HISTÓRIA – Docentes e doutorandos da Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação publicam obra sobre Santos

Luiz Henrique Faria e Maria Apparecida Franco Pereira são os organizadores da obra

“Santos na modernidade capitalista (1870-1930): novas abordagens e releituras de velhas fontes” é a obra que acaba de ser lançada por pesquisadores e doutorandos do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da UNISANTOS. As pesquisas apresentadas buscam compreender as questões sociais, econômicas, culturais, demográficas e sanitárias que fazem parte da história de Santos.

 

Ao revisitar fontes, os autores trazem novas interpretações de momentos que marcaram o desenvolvimento de Santos entre o último período do século XIX e início do XX, com foco nas ligeiras mudanças ocorridas na Região Metropolitana da Baixada Santista.  Com o selo da editora e-Manuscrito, a obra está dividida em nove capítulos sob a organização da historiadora, professora doutora Maria Apparecida Franco Pereira, e do doutorando em Educação Luiz Henrique Portela Faria.

 

AUTORES – Os pesquisadores, docentes, discentes e egressos da UNISANTOS que participam da obra são os seguintes autores: professora doutora Marina Tucunduva Bittencourt Porto Vieira, dos cursos de Psicologia, Filosofia, História, Letras e Música, e do Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Psicologia e Políticas Públicas, com o artigo “Lugar de Criança não é na Rua”: Disciplinando os Espaços da Cidade”; egressa do curso de História, Karime Moussalli, que em parceria com a doutora Diana Vidal, realizaram a publicação “A Imigração Galega em Santos: Associações de Socorros Mútuos e Repatriação (1870-1920); mestre em Educação André Luiz Rodrigues Carreira, com o trabalho “A Religião Leiga da Classe Operária e Os Sentidos da Cidade: Urbanização, Trabalho e Futebol na Cidade de Santos (1892-1920)”; egressa do curso de Ciências Econômicas, a mestre em Sociologia Gisele Homem de Mello, com o artigo “Estruturação e Expansão do Espaço Urbano de Santos: Aspectos da Modernização, da Intervenção Urbana e da Sociabilidade”; doutorandos em Educação Luiz Henrique Portela Faria e Thalita Di Bella Costa Monteiro, com o artigo “A Cidade Rumo à Barra: A Expansão Urbana de Santos e o Desenvolvimento da Vila Mathias”; egresso do curso de Relações Públicas, mestre em Comunicação e doutor em Sociologia, Wellington Teixeira Lisboa, com o trabalho “Contributos para um panorama das migrações internacionais em Santos no contexto da modernização paulista”; e professora doutora Maria Apparecida Franco Pereira, do curso de História e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, ao lado do doutorando Luiz Henrique Portela Faria, com o artigo “Santos: no entre -séculos da modernidade capitalista”.