PARCERIA – UNISANTOS  e Grupo Tribuna formalizam novo convênio que prevê a produção de conteúdo pelos estudantes do curso de Jornalismo e pesquisas

Roberto Santini e Marcos Medina Leite durante assinatura do convênio

“É um projeto moderno, ousado e pioneiro. A partir de agora o Grupo Tribuna e a UNISANTOS trabalharão lado a lado, dia e noite, com a produção de conteúdo jornalístico de qualidade, que é marca registrada das duas instituições. Vamos estar juntos trabalhando para desenvolver ainda mais o jornalismo regional”, disse o diretor presidente da TV Tribuna, Roberto Clemente Santini, durante assinatura de convênio exclusivo com a UNISANTOS, ontem (13), no auditório do Grupo Tribuna. A parceria prevê a produção de conteúdo pelos estudantes do curso de Jornalismo para o Jornal A Tribuna, TV Tribuna, G1 Santos e Região, Tribuna Digital, Rádio Tri FM, e GE Baixada e Região. Também haverá exclusividade para estágios e a retomada das atividades conjuntas por meio da Cátedra Giusfredo Santini.

 

Estudantes, docentes e jornalistas prestigiaram o evento

Roberto Santini lembrou que a UNISANTOS formou diversos jornalistas que conquistaram destaque nas redações do Grupo Tribuna e, agora, os estudantes poderão ter um contato mais próximos com os repórteres, o que representará um ganho na formação. Agradecendo a acolhida do Grupo A Tribuna, o reitor da UNISANTOS, o professor mestre Marcos Medina Leite destacou que a história entre as instituições teve início, em 1955, quando o curso de Jornalismo da Universidade foi criado, e que isso aumenta ainda mais o comprometimento de todos nesta caminhada. “É com muita alegria que iniciamos mais uma trajetória juntos, em que temos perspectivas diferentes, mas um propósito em comum que é de sempre buscar a verdade que é a grande motivação do profissional de comunicação”, disse.

 

Thiago Reis durante a palestra

JORNALISMO DE DADOS – Após a assinatura do convênio, o editor-chefe de Jornalismo de Dados do G1/TV Globo, Thiago Reis, foi o responsável pela primeira atividade a partir do novo convênio. Ele realizou palestra sobre Jornalismo de Dados, destacando a importância desta área na atualidade e destacando que ela nada mais é que o jornalismo tradicional aliado às novas tecnologias que têm como objetivo potencializar as histórias contadas.

 

Um dos responsáveis por implantar as afiliadas do G1 pelo Brasil, o jornalista apresentou alguns projetos desenvolvidos, como “escravos sem correntes”, quando o G1 analisou 33.474 páginas de 315 relatórios de fiscalização, de 2016 e 2017, obtidos pela Lei de Acesso à Informação. O resultado é de que entre os 1.122 “trabalhadores libertados em condições análogas à de escravos nos últimos dois anos, 153 foram encontrados pelos fiscais em uma situação que os impedia de deixar seus trabalhos”, conforme noticiado pelo G1.

 

Estudantes de Jornalismo e Relações Internacionais visitaram redação e estúdios

Além de apresentar outros cases que envolviam as eleições municipais, o mapa da violência, entre outros, ele também comentou sobre a importância do projeto Fato ou Fake, serviço de monitoramento e checagem de conteúdos duvidosos, que verifica o que é falso ou verdadeiro em mensagens disseminadas pelas redes sociais e internet de forma geral.

 

Matéria exibida pela TV Tribuna

MÍDIA – Clique AQUI para conferir a reportagem publicada no jornal A Tribuna. Acesse AQUI a matéria exibida na edição de hoje (14) do Jornal da Tribuna – 1ª Edição, na TV Tribuna.

 

CÁTEDRA – A Cátedra Giusfredo Santini foi criada em 2003 por meio de convênio que também contemplou a idealização do Fórum de Atualidades, espaço para apresentação e debate sobre assuntos de interesse público. Desde então, foram realizados diversos eventos, como “Exclusão Cultural”, com Sérgio Mamberti; “Ato Médico”, com representantes do Sindicato dos Médicos e do Conselho Regional de Psicologia; “Segurança Pública e Justiça”, com representantes da Polícia Militar da região, juízes e o deputado federal Vicente Cascione; “Crise Política e a Imprensa”, com os jornalistas Cláudio Abramo e Luciano Martins Costa, do Observatório da Imprensa; e o Seminário “60 anos da ONU”, em parceria com o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito, com representante do Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, da UNAIDS, e da Organização do Trabalho. Neste período, a Cátedra tem mantido atividades de pesquisa, mostras científicas e eventos voltados para área da comunicação.