INTEGRAÇÃO – Estudantes de Arquitetura desenvolvem projeto de intervenção nos morros da Ilha de São Vicente

Desbravando os morros da Ilha de São Vicente e mostrando que elementos como edifícios, montanhas e mar também se relacionam na região, os estudantes do 2º ao 8º semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNISANTOS apresentaram, no dia 28 de agosto, o resultado dos Trabalhos de Graduação Integrado (TGI), deste semestre. Disponível em 34 maquetes que foram desenvolvidas ao longo do mês de agosto, o projeto, que entrou na sua 6º edição, teve como tema “Território Líquido – Entre a Pedra e a Água” – Intervenção no Conjunto de Morros (Maciço de São Vicente) da Ilha de São Vicente e suas fronteiras.

 

Como parte do calendário de atividades das disciplinas de Projeto de Arquitetura e Projeto de Urbanismo, o trabalho, que envolve ensino, pesquisa e extensão, também trouxe um novo desafio aos estudantes. Nesta edição, os grupos apresentaram junto com as maquetes um vídeo a respeito do projeto elaborado.

 

Julia Losija diz que esse foi o melhor TGI que participou

ESTUDANTES- Do 4° semestre, Marcella Neves Pires Castro Martins comentou sobre a integração com os alunos de outros semestres, o que agrega muito na experiência acadêmica do discente. “Ele [o projeto] faz com que as pessoas conheçam os integrantes dos outros grupos, além dos nossos próprios colegas de classe. Além disso, você aprende com os mais velhos e ensina aos mais novos.  É uma integração geral que é muito interessante para que todos aprendam a trabalhar”, finalizou.

 

Considerando a edição deste projeto como um dos mais desafiadores, Matheus Oliveira Costa, do 6º semestre, disse que por se tratar de um tema livre o processo criativo se torna ainda mais complexo para os estudantes. Acreditando que essa atividade contribuiu bastante para formação dos estudantes, ele também ressaltou a importância do trabalho em equipe. “Muitas atividades no semestre são individuais e aqui nós temos a oportunidade de trabalhar em grupo, e isso é fundamental na Arquitetura, porque ninguém faz um projeto sozinho”.

 

Marcella Martins
Matheus Costa

A estudante do 4º semestre, Julia Castanha Losija, apresentou com seu grupo um projeto onde os maciços dos morros de Santos se conectam a 150 metros de altura com as cidades do Guarujá e São Paulo. Ela conta que apesar do tempo curto, esse foi o TGI que mais gostou. “A gente podê ousar no projeto e expressar mais nossas ideias, então eu particularmente gostei muito dessa edição”, disse.

 

Estudante do 6° semestre, Beatriz Vilela Carvalho de Souza, que participa do TGI desde o seu primeiro ano no curso, ressaltou que o projeto tem evoluído com o passar das edições e que ele incentiva o estudante a valorizar todas as disciplinas. “Como os docentes ressaltam, esse é um projeto interdisciplinar. Nele você quebra essa barreira de que cada matéria tem a sua caixinha, então, todas as disciplinas são importantes para todas as áreas”, concluiu.

 

DOCENTES- Durante a realização da atividade deste semestre, os estudantes receberam as orientações dos respectivos docentes: professores mestres Apoena Amaral e Almeida, Denis Ferri da Silva, Denis Joelsons, Fábio Massami Onuki , José Maria de Macedo Filho, Marcos Assis Piffer, Sebastian Beck; e o professor doutor Juan Cabello Arribas.