Estudantes de Arquitetura apresentam projetos de intervenção urbana em Santos

Arquitetura-TGI (1)
Maquetes foram apresentadas na perspectiva da intervenção completa no eixo entre a General Câmara e o Porto

Mais de 200 estudantes, do 1º ao 7º Semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo, tiveram o desafio de propor intervenções em 30 quadras no eixo entre a Rua General Câmara e o Porto, no centro de Santos. O resultado, apresentado no último dia 7, foi materializado por meio de 30 maquetes que trazem novos olhares a partir de uma infraestrutura diferenciada que privilegia habitações, espaços culturais, de saúde e de educação. O Trabalho de Graduação Inicial (TGI) envolve ensino, pesquisa e extensão, e oferece a possibilidade de uma nova discussão e reflexão sobre a Cidade, na perspectiva de possíveis ações.

 

Arquitetura-TGI (2)
Docentes e estudantes compartilham as experiências e refletem sobre as criações

Parte do calendário de atividades das disciplinas Projeto de Arquitetura e Projeto de Urbanismo, o trabalho dos futuros arquitetos exige uma série de processos de estudos da área e de documentos da Prefeitura Municipal de Santos. Um dos docentes responsáveis pela atividade, o professor mestre José Maria de Macedo Filho, disse que as propostas de intervenções representam a visão do próprio curso sobre o local. “Nos mapeamos 30 quadras e todos esses registros retratam o que o curso de Arquitetura e Urbanismo entende como possibilidade de projetos para esse ponto”, concluiu.

 

Arquitetura-TGI (5)
Espaços culturais, de saúde e educação estão contemplados nos projetos

ESTUDANTES – Apresentando um projeto de desenvolvimento de um centro de apoio aos caminhoneiros, na região do Porto de Santos, o estudante do 7º Semestre, Gabriel Ferreira Fernandes, comentou que a ideia surgiu depois de uma visita do grupo ao local e de observarem o abandono na área. Ele ainda disse que o TGI ensina os alunos a trabalharem em equipe. “Além desse trabalho ser importante para o nosso futuro profissional, aqui você aprende que um grande projeto nunca é executado sozinho”, finalizou.

 

As estudantes Gabriela Arata Kwok e Júlia Castanha Losija, do 1º semestre do curso, classificaram a atividade como interessante e animadora. Destacando a atenção e ajuda dos alunos de outros semestres, Gabriela Kwok ressaltou que o projeto faz com que o aluno tenha a oportunidade de descobrir novos locais na Cidade. “Eu nunca tinha ido nesse ponto de Santos aonde projetamos a intervenção.  Graças ao trabalho pude conhecer um pouco mais a Cidade”.

Arquitetura-TGI (3)
Trabalhos revelam criatividade e inovação

 

 

Arquitetura-TGI (6)
Estudantes do 1º semestre, Júlia
e Gabriela participam do projeto

Para Júlia Losija, o trabalho se torna ainda mais especial para os calouros. “Além de poder trocar experiências e conhecer um pouco mais sobre a área, tive a oportunidade de aprender como realmente elaborar um projeto, desde o seu levantamento até a produção das maquetes”, disse a estudante.

 

DOCENTES – A atividade deste semestre foi coordenada pelos seguintes professores: especialista Lenimar Gonçalves Rios;  mestres Apoena Amaral e Almeida, Carlos Antunes, Claudia Maria Braga Ribeiro, Débora Blanco Bastos Dias, Fabio Eduardo Serrano, Gino Caldatto Barbosa, José Maria de Macedo Filho, Moracy Amaral e Almeida, Ney Caldatto Barbosa, Rafael Paulo Ambrósio e Sebastian Beck; e doutores Clarissa Duarte de Castro Souza, José Marques Carriço, Juan Cabello Arribas, Maria Fernanda Britto Neves e Mônica Antonia Viana.