CULTURA – Estudantes do curso de Música apresentam clássicos durante o Recital de Formatura

Estudantes apresentaram clássicos da música nacional e internacional

Apresentando clássicos da música e mostrando que arte e cultura também são pilares para o desenvolvimento educacional, o curso de Licenciatura em Música da UNISANTOS realizou, no dia 4 de dezembro, o seu Recital de Formatura. Com o tem “Vida, Tempo e Realizações”, o evento, que marcou a formatura da sexta turma, aconteceu no Teatro Guarany, em Santos.

 

Orientados pelos docentes do curso, os estudantes colocaram em prática todos os seus conhecimentos durante a apresentação com obras, como: My Way, de Frank Sinatra; Wave, de Tom Jobim; I Have Nothing, de Whitney Houston; Castle on the Hill, de Ed Sheeran; Como Nossos Pais, de Belchior, entre outros clássicos.

 

Performances marcaram o Recital

Coordenador do curso de Música, o professor doutor Antônio Eduardo Santos comentou que o Recital ilustra todo um trabalho conjunto dos professores, em sintonia com as propostas do curso.  “A arte e a educação são pilares que devemos cultivar e isso vai ao encontro do que esses jovens apresentaram ao longo do curso. Sem dúvida, eles são o nosso futuro.”, finalizou.

 

Apresentações revelaram novos talentos

O Recital contou com a presença do reitor, professor mestre Marcos Medina Leite, da diretora do Instituto de Pesquisa Científicas e Tecnológicas (Ipeci), professora doutora Adriana Florentino de Souza, docentes, estudantes e familiares. Destacando a apresentação dos estudantes, o reitor fez questão de parabenizar os participantes e ressaltou que sempre é bom saber da existência de grandes talentos na Universidade.

 

ORQUESTRA – Além das performances individuais, os futuros estudantes também realizaram uma apresentação de encerramento ao lado da Orquestra Sinfônica Jovem da UNISANTOS. Neste ano, o Recital contou com a organização dos seguintes professores: doutores Antônio Eduardo Santos, Cibele Odete Palopoli e Gil Nuno Vaz Pereira da Silva; e mestres Manoel Roberto Lopes, Ricardo Cardim Cerqueira, Rita Maria Gonçalves e Silas da Luz Palermo Filho