CIDADANIA – UNISANTOS participa da campanha de doação de livros infantis para crianças em situação de refúgio

O “universo mágico” da literatura infantil é uma ferramenta extremamente importante no processo de alfabetização e letramento. Partindo deste princípio, a UNISANTOS aderiu à Campanha de Doação de Livros de Literatura Infantil e Infanto-Juvenil para crianças da etnia indígena Warao, de origem venezuelana, que vivem em Pacaraima, em Roraima. Até o dia 20 de junho, os campi Dom Idílio José Soares e Boqueirão serão postos de arrecadação da iniciativa que envolve universidades federais e estaduais e a Defensoria Pública da União (DPU).

 

Escola onde as crianças da etnia Warao assistem aula

A campanha foi idealizada por Deborah Esther Grajzer, que integra o Grupo Pesquisa de Direitos Humanos e Vulnerabilidades da UNISANTOS e foi aluna especial do Programa de Doutorado em Direito da UNISANTOS. Doutoranda pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ela visitou escolas da rede municipal e estadual de Pacaraima e o Centro de Atendimento Infantil Jesus Peregrino, inaugurado este ano por inciativa da Diocese de Roraima, e notou a carência de livros. A região recebe muitas crianças Warao, em processo de alfabetização, e possui poucos recursos para o ensino da língua portuguesa e a ampliação do repertório cultural das crianças.

 

DPU – A Defensoria Pública da União atua na Operação Acolhida, desenvolvida em Pacaraima, realizando atendimento jurídico-migratório às crianças e adolescentes migrantes que se encontram indocumentadas, separadas ou desacompanhadas. É a DPU que encaminhará os livros arrecadados para Pacaraima.

 

A campanha tem adesão da UFSC, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Atendimento via chat
Atendimento via chat