CARGA HORÁRIA
25 horas

LOCAL
Campus Boqueirão
Faculdade de Direito

OBJETIVOS
• O estudo do crime como um problema social que envolve o criminoso, a vítima e o controle social da delinquência.
• A Criminologia, por meio de técnicas de investigação, busca chegar às raízes do conflito para fornecer a informação necessária a um controle razoável da situação.
• A abordagem de acordo com os valores criminológicos relacionados ao seu momento histórico, analisados nos aspectos positivos e negativos, visa tanto a estimular o espírito crítico, como a capacitar profissionais de diferentes áreas para as carreiras policiais.

PÚBLICO-ALVO
• Profissionais com nível universitário, como advogados, médicos, farmacêuticos, químicos, veterinários, psicólogos e pedagogos, entre outros.
• Profissionais com nível médio e estudantes universitários.

CONTEÚDO
1. Origem da Criminologia Científica
1.1. Etapa Pré-Científica
1.1.1. Período Pré-Clássico
1.1.2. Escola Clássica
1.1.3. Pré-Positivismo
1.2. Etapa Científica
1.2.1. Escola Positiva
1.2.2. Escolas intermediárias e teorias ambientais
1.2.3. Escola ou Movimento de Defesa Social2. Criminologia: conceito.
2.1. Relação da Criminologia com o Direito Penal e com a Política Criminal.
3. Método: Empirismo e Interdisciplinaridade
3.1. Técnicas de investigação
4. Objetos da Criminologia
4.1. Delito
4.2. Delinquente
4.2.1. Concepções e classificação dos criminosos
4.2.2. Prognóstico criminológico
4.3. Vítima
4.3.1. Contribuição da vítima para a gênese e desenvolvimento do delito
4.3.2. Reparação do dano causado à vítima do delito
4.4. Controle social do delito
5. Funções da Criminologia
6. A moderna Criminologia e suas relações com:
6.1. Sociologia Criminal:
6.1.1. Escola de Chicago
6.1.2. Teorias estruturais funcionalistas
6.1.3. Teorias do conflito
6.1.4. Teorias subculturais
6.1.5. Teorias do processo social
6.2. Biologia Criminal
6.2.1. Fatores biológicos condicionantes do comportamento delitivo
6.2.2. Teorias de orientação biológica
6.3. Psicologia Criminal
6.3.1. Impulsividade criminal sob a ótica psicanalítica
6.3.2. O crime como expressão:
– Da psicopatologia
– Da toxicomania
alcoolismo
7. Prevenção do delito no Estado Democrático de Direito.
7.1. Conceitos e tipos de prevenção
7.2. Modelos: clássico, neoclássico, situacional, socialista
7.3. Bases da moderna política criminal de prevenção do delito
8. Modelos de reação ao delito
8.1. Dissuasório clássico
8.2. Do paradigma ressocializador
8.3. Integrador
8.4. Criminológico crítico
8.5. De segurança cidadã
8.6. Modelo ideal
9. Programas (política criminal) de prevenção do delito:
9.1. Sobre determinadas áreas geográficas
9.2 Por meio do desenho arquitetônico e urbanístico
9.3. De orientação comunitária
9.4. De prevenção vitimária
9.5. De inspiração político-social
9.6. Dirigidos à reflexão axiológica
9.7. De orientação cognitiva
9.8. De prevenção da reincidência
Resolução de testes

OBSERVAÇÕES
• A Universidade se reserva o direito de alterar o cronograma e o corpo docente.
• Documentação necessária: cópias do RG, CPF.
• A inscrição presencial só poderá ser efetuada pelo interessado no curso, ou por pessoa munida de procuração autenticada em cartório.
• A efetivação da matrícula está condicionada ao pagamento do boleto da 1ª. parcela e entrega da documentação exigida.