CULTURA – Docentes do curso de Música da UNISANTOS  participam da 2ª Semana Cultural Gilberto Mendes

Gilberto Mendes tinha visão multicultural

Do curso de Música da UNISANTOS, os professores doutores Antonio Eduardo Santos e Gil Nuno Vaz participam da 2ª Semana Cultural Gilberto Mendes, nesta quinta-feira (15), a partir das 19 horas. Por conta da pandemia de Covid-19, toda a programação acontece de forma virtual com transmissão pelo www.facebook.com/semanaculturalgilbertomendes. Criador do Festival de Música Nova e um dos maiores músicos do País, ele é homenageado pela UNISANTOS que instalou em 2018 a Cátedra Gilberto Mendes, com o objetivo de contribuir para o conhecimento e desenvolvimento de linguagens e técnicas musicais.

 

Professor Antonio Eduardo é um dos organizadores

Pianista, o professor Antonio Eduardo, um dos organizadores do evento, interpretará duas obras do professor Gil Nuno: “Canção de Cor” (1996) e “A Quem Quer Todas as Notas” (2003). Compositor, Gil Nuno, que também é docente dos cursos de Comunicação, participa com depoimento “Gilberto Mendes no Cine Inês”. Ele destaca o papel do músico revolucionário, como incentivador da pesquisa de Inês Cruz sobre os Clubes de Cinema e de Arte de Santos, que será publicada, em breve, em livro que terá o selo da Editora Leopoldianum da UNISANTOS.

 

Professor Gil Nuno fará depoimento

Inês Cruz (1945 – 2016) foi egressa dos cursos de Comunicação e História, tendo sido também professora do curso de História da UNISANTOS.  O depoimento inclui um vídeo sobre uma das seções do livro, que fala da importância dos Clubes de Cinema no ativismo cultural de Gilberto Mendes. Cine Inês, referido no título do depoimento, é um site (www.cineines.com) que reúne conteúdos vinculados às pesquisas de Inês Cruz, com produções ligadas à UNISANTOS, como a pesquisa citada e a Cátedra Gilberto Mendes.

 

GILBERTO MENDES– Criador do Festival Música Nova, que tinha como objetivo dar espaço a compositores fora das salas de concertos tradicionais, o músico, autor e diretor artístico Gilberto Mendes foi um dos responsáveis por renovar a música tradicional brasileira. Nascido em Santos, no dia 13 de outubro, de 1922, é reconhecido mundialmente.  Doutor pela USP, atuou como professor do Departamento de Música, da Escola de Comunicação e Artes da mesma instituição, e como docente visitante da Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

 

Gilberto Mendes faleceu no dia 1 de janeiro de 2016, em Santos. O músico é autor de importantes obras como Santos Football Music, o Último Tango em Vila Parisi, Alegres Trópicos, Ponteio, entre outros.