PESQUISA – Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas recebe novos estudantes do ensino médio. Eles integram o Programa de Iniciação Científica

Em diferentes espaços, mas conectados para compartilhar um momento importante na vida, 32 estudantes do ensino médio que passaram a integrar o Programa de Iniciação Científica da UNISANTOS. Assim, em meio a telas de notebooks, desktops, celulares e tabletes, foi realizado, no dia 1 de setembro, o evento de boas-vindas que contou com a participação de  diretores e coordenadores das escolas conveniadas, representantes das diretorias de ensino de Santos e São Vicente, além de docentes do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas da UNISANTOS.

 

Giovana Viana

FUTURO – A nova turma que irá desenvolver projetos de pesquisa, orientados por professores-pesquisadores da UNISANTOS, está animada e preparada para descobertas científicas em diferentes áreas do conhecimento. Do colégio COC Novomundo, de Praia Grande, a estudante Giovana Lopes Viana já sabe o quanto a iniciação científica irá contribuir para o seu futuro. “Eu sempre escutava as pessoas da minha escola falando sobre o quanto a iniciação científica da UNISANTOS é importante e como abre várias portas. Fui pesquisar e percebi que é uma oportunidade única e cheia de desafios para novos aprendizados que vou levar para sempre comigo. Será extremamente importante em minha carreira profissional”.

 

Guilherme Ramiro
Enzo Silva

CONHECIMENTO – Do colégio Objetivo Ponta da Praia, de Santos, Guilherme de Moraes Ramiro tem muitas expectativas para desenvolver o projeto e espera adquirir muito conhecimento e no futuro retribuir para a sociedade. “Eu sempre tive interesse em desenvolvimento de pesquisas, mas achava que isso só seria possível na faculdade, porém a UNISANTOS abriu-me uma oportunidade”, diz. Da ETEC Aristóteles Ferreira, de Santos, Enzo de Souza Novais Silva seguiu os passos da irmã, Letícia de Souza Novais Silva, que há cinco anos participou do Programa de Iniciação Científica e gostou muito. “Isso me incentivou a pesquisar cada vez mais sobre esse projeto tão requisitado pelos estudantes do ensino médio. Quero novos conhecimentos para construir a minha carreira na área do Direito”, destaca.

 

Laís Ruívo
Laís dos Santos

INTERNACIONAL – Para Lais Meira Ruivo, do Liceu Santista, a motivação em participar do Programa de Iniciação Científica vem da sua vontade em aprender cada vez mais e o interesse pela pesquisa. “Sempre tive muito interesse em participar de um projeto de pesquisa, principalmente de uma universidade. Encontrar resultados inesperados e aprender mais sobre a minha área escolhida (relações internacionais) é o que me motiva”, conta.

 

Focada também na área de relações internacionais, Laís Eugênio Lobue dos Santos, do Colégio Presidente Kennedy, de Santos, diz que os depoimentos dos seus colegas que fizeram a iniciação científica foi a grande motivação para buscar uma vaga no programa. Ela está ansiosa para conhecer mais sobre as relações internacionais e aprender como fazer pesquisa científica.

 

Vitoria Trevisan
Felipe de Oliveira

OPORTUNIDADE – Da Escola Estadual Marquês de São Vicente, de Santos, Vitoria Amélia Ferreira Trevisan acha super interessante participar da iniciação científica porque sempre gostou de pesquisar. Ela considera que o programa é muito inovador e espera adquirir muitos conhecimentos que irão contribuir para a sua formação. Do Liceu Santista, Felipe Matis Bemfica de Oliveira diz que está muito feliz pela oportunidade. “Fiquei encantado com a proposta e decidi fazer parte. É uma chance única e que a maioria dos estudantes do ensino médio não têm a oportunidade. Acho cativante a oportunidade de estudarmos e convivermos numa universidade tão renomada e importante”, destaca.