PESQUISA – Estudante do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação irá cursar doutorado sanduíche na Espanha

Lucas Henrique em viagem de estudos, em 2019, no Canadá

“Um aprendizado sem precedentes em toda minha vida acadêmica até o momento”. Assim, resume Lucas Henrique Silva Gonçalves, estudante do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da UNISANTOS, aprovado para o Doutorado Sanduíche na Espanha. Com bolsa da Capes/MEC, ele realizará estudos durante 6 meses, na Universidad de Valladolid, localizada no Centro Internacional de la Cultura Escolar (CEINCE), na cidade de Berlanga de Duero. A instituição possui o maior centro de documentação em cultura escolar da Europa.

 

Formado em História pela UNISANTOS, na turma de 2016, ele conta que na graduação iniciou os estudos no Programa de Iniciação Científica, mas foi no Programa de Iniciação à Docência que despertou o interesse pela educação. Em 2017, ingressou no Mestrado em Educação e sob orientação da professora doutora Maria Apparecida Franco Pereira defendeu, no final de 2018, a sua dissertação “O Instituto Municipal de Comércio de Santos: da fundação ao ginásio secundário (1948-1961)”. Em 2019, ingressou no Doutorado em Educação, e, no final de 2020, foi aprovado no exame de qualificação com a pesquisa “O Ensino Vocacional do Colégio Stella Maris: uma experiência cristã (1968-1975)”.

 

Universidad de Valladolid, na Espanha

Para nova etapa, o estudo está intitulado “O ensino vocacional brasileiro: um estudo comparado”, que se refere a uma experiência pedagógica vivida em uma série de escolas no Estado de São Paulo, ao longo das décadas de 1960 e 1970. Ele conta que em Santos, o Colégio Stella Maris ficou famoso por implantar essa pedagogia. Mas, o ensino vocacional surgiu de experiências europeias e o Centro Internacional da Cultura Escolar de Berlanga de Duero guarda vasta documentação sobre o assunto. Daí surgiu o estímulo por entender melhor como caminhou o ensino vocacional europeu e de forma paralela o brasileiro.

 

Vista da cidade de Berlanga de Duero

CONSCIÊNCIA – Durante um congresso Ibero-Americano de História da Educação, em 2018, no Uruguai, Lucas Henrique conheceu o seu coorientador na Espanha, o professor doutor Agustín Escolano Benito, catedrático da Universidade de Valladolid e presidente do Centro Internacional de La Cultura Escolar. A participação em alguns congressos internacionais da área de educação e história também contribuiu para que ele fosse em busca do Doutorado Sanduiche com a consciência sobre a importância do seu trabalho. “Os recursos que o governo brasileiro investiu nessa pesquisa trarão resultados para o nosso próprio país”, ressalta.

 

DESAFIOS – Como bolsista Capes, Lucas Henrique esclarece as exigências para o estudante que pretende realizar o doutorado sanduíche (programa de estudos em uma universidade no exterior). “A CAPES pede que você seja aceito para o ‘estágio doutoral’, tanto pelo programa de pós-graduação que você estuda, como também pelo programa de pós-graduação da universidade externa. Seja ela nacional ou estrangeira, é necessário ter passado pelo exame de qualificação e voltar do estágio no máximo 6 meses antes da banca de defesa. Outra exigência é ter exame de proficiência no idioma do país de destino. Caso o idioma do país seja o português, você precisa ter proficiência em inglês”. Durante os 6 meses que irá cursar, a Capes pagará as passagens de avião e o seguro saúde. Além de fornecer auxílio financeiro para a manutenção do bolsista.

 

Sobre realizar o doutorado no exterior em meio à pandemia de Covid-19, o historiador conta que viajará em setembro e está confiante de que a vacinação tanto no Brasil como na Espanha caminhará o mais rápido possível. No que se refere à oportunidade que obteve por meio do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNISANTOS, ele informa que está muito agradecido, em especial à sua orientadora, professora doutora Maria Apparecida Franco Pereira, que teve um papel fundamental no desenvolvimento de sua pesquisa, “e, claro, a toda a Universidade Católica de Santos, lugar em que estudo desde a graduação. Guardo grandes lembranças e experiências de cada professor que participou do meu processo formativo”, destaca.