Estudantes iniciam 79 projetos de pesquisa por meio do Programa de Iniciação Científica para a Graduação

Em diferentes áreas do conhecimento, estudantes que integram o Programa de Iniciação Científica desenvolverão pesquisas

Mais uma turma de estudantes de graduação da UNISANTOS recebeu, no último dia 8, as boas-vindas de seus orientadores e dos dirigentes do Comitê de Iniciação Científica (COIC) do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (Ipeci). Eles desenvolverão 79 pesquisas, nas áreas de Administração; Arquitetura e Urbanismo; Direito, Enfermagem; Engenharias, Farmácia; Filosofia; História; Música; Nutrição; Psicologia; Química e Relações Internacionais, no Programa de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação.

 

O coordenador do COIC, o professor doutor Maurício Marques Pinto da Silva, apresentou a evolução recente do Programa de Educação Científica para a Graduação, que também contempla os projetos Caça-Talentos Universitário e Estudante Pesquisador. Além disso, ele destacou os benefícios que o desenvolvimento de pesquisa durante o período universitário proporciona à vida profissional dos discentes.

 

Guilherme

PESQUISA – Com o objetivo de seguir na área de pesquisa, o estudante do 6º semestre de Psicologia, Guilherme Dal Secco, falou sobre a experiência pessoal e profissional que este projeto traz para a vida do acadêmico. Ele desenvolverá a pesquisa “Projetos Trocas Culturais: Universidade e Refugiados”, sob a orientação da professora doutora Denise Martin Coviello, e ressalta a importância deste trabalho da Universidade. “Eu acredito que toda instituição deve investir na pesquisa, porque ela é essencial na formação do estudante. E é exatamente isso que a UNISANTOS faz com esse Programa”, concluiu.

 

Lara

Decidida a ingressar no universo da pesquisa, Lara Libaldi da Conceição, do 4º semestre do curso de Engenharia Ambiental, explicou que a influência do seu orientador e a ótima experiência vivida no último semestre durante o Programa Estudante Pesquisador foram essenciais para a sua entrada na Iniciação Científica. “Além da pesquisa abrir portas no futuro, eu percebi o quanto eu gosto deste segmento”, explicou.  Ela desenvolverá o trabalho “Estudo da Utilização da Biomassa da Borra de Café no Tratamento de Efluentes Têxteis: Uma Alternativa Sustentável”, sob a orientação do professor mestre Marco Antonio Cismeiro Bumba.

 

Nathália

“Utilização de Inibidores Verdes Extraídos de Plantas na Proteção à Corrosão de Aços Inoxidáveis Ferríticos”.  Essa será a pesquisa desenvolvida pela estudante do 4º semestre do curso de Química Tecnológica, Nathália Costa Salvino, sob a orientação do professor doutor Maurício Marques Pinto da Silva. Ela acredita que a Iniciação Científica é um dos grandes diferenciais da Universidade Católica de Santos. “Ter esse contato, durante a pesquisa, com os laboratórios é algo muito legal para a área de Química. Isso é uma coisa que só a UNISANTOS disponibiliza para nós”, disse.