NAÇÕES UNIDAS – Estudantes do ensino médio discutem a crise na Venezuela e o combate à lavagem de dinheiro

A Crise Humanitária na Venezuela e o Combate à Lavagem de Dinheiro Internacional foram os assuntos discutidos no Modelo das Nações Unidas (Monu), realizado no dia 25 de maio, no Campus Dom Idílio José Soares. Essa foi a primeira edição de uma simulação da assembleia da Organização das Nações Unidas (ONU) que reuniu estudantes do ensino médio de 21 escolas públicas e privadas, conveniadas com a UNISANTOS, por meio do Programa de Educação Científica Para o Ensino Médio.

 

Durante 10 encontros, os jovens foram preparados para o desafio de representar os seguintes países: Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coréia do Norte, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Israel, México, Paraguai, Peru, Reino Unido, Rússia, Venezuela, Ilhas Cayman, Panamá, Suíça, além da delegação da Interpol.

 

Divididos em grupos, eles se organizaram para discutir os assuntos por meio do Conselho de Segurança e escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), sob a orientação dos professores doutores Daniel Rei Coronato e Natália Noschese Fingermann, do curso de Relações Internacionais, e a professora mestre Melissa Mendes Caputo Vicente, do curso de História. Ligado ao Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (Ipeci), o Monu conta com a participação de estudantes dos cursos de Relações Internacionais, História, Jornalismo e Relações Públicas.

 

ESTUDANTES – Vestidos com trajes típicos dos países e com um discurso bem elaborado, como se estivessem em um ambiente diplomático, os estudantes do Ensino Médio demonstraram grande conhecimento dos países que estavam representando diante de grandes questões internacionais. Além de ampliar o conhecimento dos jovens, o evento possibilita o aprendizado sobre política, cultura e o posicionamento político de outros países.

 

Para a estudante do Colégio Presidente Kennedy, Amanda Saraiva Tavares, que representou a França, participar de um evento como esse é uma experiência muito interessante, pois, além de conhecer mais sobre vários países, é uma forma de aprender sobre a política nas relações internas e externas, além de entender como funcionam as alianças entre eles. “É interessante para você aprender a debater e tomar um posicionamento sobre as coisas. A experiência foi muito boa e agregou muito”.

 

Já experiente e na quinta participação do Monu, o estudante do 3º semestre de Relações Internacionais, Daniel Silva Gatti, foi integrante da delegação dos Estados Unidos. Ele conta que a prática é divertida, mas preza pelo conhecimento. “Não é só você debater, é trocar conhecimento com o seu delegado. Por exemplo, nós falamos algo da história do México que o próprio delegado mexicano não sabia, e eles falaram algo sobre a história norte-americana que eu também não conhecia. Então é uma troca de conhecimento que eu valorizo acima de tudo.”

 

José Manoel Fernandez, de 53 anos, estava orgulhoso pela participação da filha, Marina Fernandez, do Colégio Presidente Kennedy,  que ainda está na dúvida do que vai cursar. Segundo ele, essas experiências trazem para o aluno uma vivência e ajudam a refletir na escolha da profissão. “Ela se sentiu muito empolgada, muito animada e se dedicou muito. Todas as segundas-feiras eu vinha trazê-la [para as atividades]. A gente se envolvia com os temas e conversava na hora do almoço e do jantar. Foi bem legal e muito gratificante”.

 

PREMIADOS – Durante o Monu, o empenho dos estudantes foi reconhecido por meio de premiações. A classificação ficou assim:

 

Melhor Caracterização:

Conselho de Segurança
1º Lugar – Arábia Saudita – Amanda Oliveira de Lima e Lucas Purificação Rodrigues, do curso de História
2º lugar – França – Amanda Saraiva Tavares e Giullia de Moura Oliveira, do Colégio Presidente Kennedy

UNODC
1º lugar – Panamá – Hellen de Souza Almeida e Esmirna Solis Gomes, da E.E. Prof. Leopoldo José de Sant’ana
2º Lugar – Argentina – Ana Beatriz Villela e Ingrid D´Assunção, do Colégio Objetivo (Ponta da Praia)

 

Melhor Debatedor

Conselho de Segurança
1º Lugar – Estados Unidos – Antonio Subtil Santos e Daniel Silva Gatti, do curso de Relações Internacionais
2º lugar – China – Gabriella Ariane Correia e Vinicius Araújo Santos, do curso de Relações Internacionais

UNODC
1º lugar – China – Pedro Emanuel Bumba, do curso de História, e Wericson Castro, da E.E. Diniz Martins
2º Lugar – Panamá – Hellen de Souza Almeida e Esmirna Solis Gomes, da E.E. Prof. Leopoldo José de Sant’ana

 

Melhor Analista de Política Externa 

Conselho de Segurança
1º Lugar – México – Leonardo Attie de Castro Novato, do Colégio Objetivo (Conselheiro)
2º lugar – Venezuela – Leonardo Marafon A. dos Santos e Matheus Zambelli Gonzalez, do curso de Relações Internacionais

UNODC
1º lugar – Interpol – Pietro Falbo Buongermino, do Colégio Verde Que Te Quero Verde, e Vitor Perales, do Liceu Santista
2º Lugar – Reino Unido – Gabirella Mendonça e Maria Eduarda Cabral, do Colégio Passionista São Gabriel

 

Atendimento via chat
Atendimento via chat