MOBILIDADE ACADÊMICA – Estudantes se preparam para vivenciar novas experiências em Universidades da Espanha, México e Portugal

Estudantes vivem a expectativa para o intercâmbio no início de 2019, em países da Europa e México

Desbravar novos países, vivenciar diferentes culturas, conhecer pessoas das mais variadas nacionalidades e adquirir novos conhecimentos. Essas são as expectativas de mais 19 estudantes dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Direito, Farmácia, Gastronomia, Nutrição, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Relações Internacionais e Tradução e Interpretação, que nos próximos seis meses partem para instituições de ensino da Espanha, México e Portugal, por conta do Programa de Mobilidade Acadêmica da UNISANTOS.

 

Primeira estudante do curso de Gastronomia da UNISANTOS a participar do Programa de Mobilidade Acadêmica, Giulia Medina Moya Abreu, do 2º semestre, está ansiosa para a sua primeira experiência internacional.  Ela disse que o intercâmbio poderá ser uma porta de entrada para outros países. “Como futura chef eu acredito que essa experiência será extremamente enriquecedora para o meu conhecimento dentro da Gastronomia internacional”.

 

Giulia Abreu (Gastronomia)
Myrian Pinto (Publicidade)
Leonardo Lima Silva (Farmácia)

Com objetivo de conhecer mais sobre os programas de pesquisa e mestrado da Universidade do Porto, o estudante do 6º semestre de Farmácia, Leonardo Lima Fontes da Silva, não pensou duas vezes ao escolher a instituição que conta com um dos cursos mais antigos na área de Farmácia em Portugal.

 

Acreditando que a experiência poderá trazer diversos benefícios para sua carreira profissional no futuro, ele comentou que o currículo da instituição portuguesa ajudou na sua decisão. “As disciplinas, a estrutura e o currículo que engloba graduação e mestrado juntos, sem dúvidas, pesaram na minha escolha”.

 

Gabrielly Soares (Psicologia)

Do 2º semestre do curso de Publicidade e Propaganda, a estudante Myrian Figueiredo Pinto, que ficará por seis meses na Universidade de Cádiz, fez questão de ressaltar que o Programa de Mobilidade Acadêmica da UNISANTOS é algo difícil de encontrar em outras instituições. “Sempre quis fazer um intercâmbio estudantil, e desde o começo observei que a UNISANTOS contava com esse Programa e isso foi fundamental para que eu optasse por ela”.

 

IBERO-AMERICANAS – Contemplada com uma das bolsas oferecidas pelo Programa Santander Universidades Bolsas Ibero-Americanas, depois de passar por uma prova que envolveu 110 inscritos, a estudante do 8º semestre de Psicologia, Gabrielly Canuto Cavalleiro Soares definiu como enriquecedor esse tipo de convênio que a UNISANTOS oferece aos alunos.

 

Optando pela Universidade de La Salle, por conta da diversidade cultural que o país apresenta, ela ainda comentou que poder estudar todos os conceitos apreendidos ao longo do curso numa nova Universidade faz com que o aluno amplie ainda mais o seu conhecimento dentro da área. “Durante o curso, nós estudamos diversas teorias e poder vivenciar durante seis meses esses ensinamentos lá fora é extremamente enriquecedor para nossa carreira”, disse a futura psicóloga.

 

Workshop auxilia estudantes para viagem

WORKSHOP – Para esclarecer dúvidas sobre a viagem e ajustar os últimos detalhes para o embarque no início do ano, os intercambistas participaram, no dia 5 de dezembro, de mais uma edição do Workshop de Mobilidade Acadêmica da UNISANTOS, organizado pela Assessoria de Relações Institucionais, sob a coordenação do professor doutor Cesar Bargo Perez.

 

O Programa de Mobilidade Acadêmica tem duração de seis meses, com oportunidade de extensão para um ano. Durante este período os estudantes vão cursar disciplinas nas suas áreas, sendo que posteriormente elas serão validadas e constarão no currículo escolar. Nesta edição, as instituições escolhidas, pelos discentes foram: Universidade de Cádiz, Universidade de Jaén e Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha. Em Portugal, estarão na Universidade de Coimbra, Universidade Lusíada de Lisboa e Universidade do Porto. Já no México, a instituição selecionada foi a Universidade de La Salle.