CULTURA – Estudante de Filosofia e egresso de Jornalismo da UNISANTOS integram equipe de produção de obra sobre lendas de São Vicente

Ilustração Lenda dos Sinos, de Marcelo Padron

Entusiastas da cultura e da educação, a estudante do curso de Filosofia e egressa da Faculdade de Direito da UNISANTOS, Maria Carollyna Gagliardo Victor, e o egresso do curso de Jornalismo da UNISANTOS, Lincoln Spada da Silva, integram a equipe de produção do livro ‘Cantorias dos Povos de Guaiaó’. A obra, que reúne contos e lendas míticas que formam o repertório popular de São Vicente, será lançada neste sábado (21), às 17 horas, no Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente (Rua Frei Gaspar, 280).

 

Maria Carollyna Gagliardo

EXPERIÊNCIA – Para Maria Carollyna, que atua na área da educação por meio do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) da UNISANTOS, projeto em parceria  com o Governo Federal,  que visa inserir estudantes dos cursos de Licenciatura no cotidiano de escolas da rede pública, a experiência vivida na Universidade contribuiu significativamente na produção da obra. “Por atuar na área da educação e inclusive ter a matéria de Libras (no curso), já havia executado anteriormente jogos lúdicos e sensoriais para crianças cegas. Contudo, nunca havia preparado um audiobook”, explica a estudante que é responsável pela narração da versão em áudio da obra.

 

Ela acrescenta que a experiência vivida no Pibid também auxiliou na execução do projeto. “No Pibid aprendi ainda mais a olhar o outro, ser empática e compreensiva com todo tipo de lugar de fala e condição diversa. Continuo levando as lições e sementes”, descreve.

 

Por fim, Maria Carollyna destaca a importância da literatura e da inclusão. “A literatura e, principalmente, os professores que trabalham com ela  serão capazes de modificar estruturas e plantar em estudantes o senso crítico, a paixão, a cultura, a consciência de classe, a leveza e saúde mental. O audiobook é uma das portas as quais a inclusão está relacionada. Ainda estamos enquanto País e enquanto educadores caminhando para realmente incluir e abraçar”, conclui.

 

Lincoln Spada

COLETIVO – Formado em 2012, Lincoln explica que a iniciativa da obra foi uma ideia coletiva de um grupo de amigos. Ele participou do processo de pesquisa e foi o responsável pelo projeto gráfico da publicação. “O projeto gráfico foi gestado e querido por muito tempo, pois à medida que acompanhamos desde o início do livro, já havia uma sintonia com a autora logo na primeira versão da montagem. Por ser um livro infanto-juvenil e colorido, preferimos letras maiores, personagens percorrendo textos e melhores acabamentos. Claro que muito da montagem do livro foi com base nas aulas de diagramação de Jornalismo”, comenta.

 

Lincoln destaca que vê a literatura como um caminho para a educação e propagação da cultura. “A Literatura é a mãe de todas as artes, principalmente na América Latina, pois desde as antigas radionovelas até os blockbusters da Marvel são baseados nas narrativas escritas. É na literatura que se eterniza os sonhos de uma sociedade”, completa.

 

LIVRO – A obra infanto-juvenil foi selecionada e produzida com recursos do edital de fomento do Programa de Ação Cultural (ProAC) Municípios 2019, do Governo de São Paulo. O livro é assinado pela jornalista Rafaella Martinez Vicentini, ilustrado pelo chargista Marcelo Padron e revisado pela professora doutora Vanina Sigrist. A publicação deve ser utilizada na rede pública de São Vicente e será vendida no dia do lançamento por R$ 30,00 (trinta reais).