ANEC BAIXADA SANTISTA – Escolas católicas da região participam do 3º Encontro de Formação da Campanha da Fraternidade – CF 2019

Chanceler da UNISANTOS, Dom Tarcísio Scaramussa deu as boas vindas
Docentes ressaltaram a importância do encontro de formação da Campanha da Fraternidade 2019

Com “Invocação à Mariama”, hino de Dom Hélder Câmara (1909 – 1999), musicado por Milton Nascimento e consagrado na Missa dos Quilombos, em 1982, o pró-reitor de Pastoral da UNISANTOS, padre Cláudio Scherer da Silva, deu início ao Encontro de Formação da Campanha da Fraternidade, das escolas que integram a Associação de Educação Católica do Brasil – ANEC Baixada Santista, no dia 2 de fevereiro. Em sintonia com a temática da CF 2019, “Fraternidade e Políticas Públicas”, a homilia do então arcebispo de Recife e Olinda, que em 1987 recebeu da UNISANTOS o título de Doutor Honoris Causa, foi uma das inspirações para as atividades que reuniram mais de 150 docentes.

 

Para discutir políticas públicas e a sua importância, considerando aspectos relacionados à saúde, educação, habitação, cultura, assistência social, entre outros, participaram da mesa-redonda, os docentes da UNISANTOS, Maria Izabel Calil Stamato, doutora em Psicologia Social; Marina Tucunduva Bittencourt Porto Vieira, doutora em Educação; Cláudia Renata dos Santos Barros, doutora em Saúde Pública; e José Marques Carriço, doutor em Arquitetura e Urbanismo.

 

Docentes e estudantes do curso de Gastronomia preparam um café com produtos 100% naturais

Responsável pelo curso “Formação em Teologia para Leigos”, do Instituto de Teologia São José de Anchieta, o professor mestre Francisco Emílio Surian falou sobre a Doutrina Social da Igreja, destacando a Verdade, a Liberdade e a Justiça, valores da dignidade da pessoa humana. Chanceler da UNISANTOS, o bispo diocesano de Santos, Dom Tarcísio Scaramussa, deu as boas-vindas a todos, ao lado do reitor, o professor mestre Marcos Medina Leite, e destacou a missão evangelizadora das instituições católicas, na contribuição para a construção de políticas públicas.

 

 

Oficinas em grupo geraram propostas para o trabalho em sala de aula

O Encontro contou ainda com oficinas em grupos para a construção de modelos para trabalhos em sala de aula relativos à CF 2019. Ao final, foi realizada Celebração Eucarística na Capela São José.

 

TEMA INSPIRADOR –  Docente do Ensino Fundamental II e Ensino Médio do Colégio Stella Maris, o professor Fabrício Ramos Rodrigues disse que o Encontro foi muito produtivo. Ele destacou o tema como muito oportuno para o trabalho em sala de aula. “Em um mundo onde quem sofre é invisível, é urgente que a gente converse, trabalhe, dialogue e desenvolva junto aos alunos a empatia, a compaixão e a fraternidade. A Campanha da Fraternidade precisa ser trabalhada urgentemente com os alunos. Precisamos mostrar que eles também podem agir”, enfatizou.

 

Juliana Oliveira
Alessandra Santos

Do Colégio Passionista Santa Maria, de Praia Grande, a professora Juliana Dias da Rocha Oliveira considera que o Encontro de Formação é fundamental para que o docente possa se apropriar da temática e perceber de que forma ela pode ser trabalhada em sala de aula. “É muito positiva essa troca de experiências entre os professores das diferentes escolas. Sempre que a gente se reúne surge algo novo”, destacou.

 

“Essa temática é muito interessante, pois vai estimular jovens e crianças a pensar em políticas públicas de forma concreta”, disse Vinicius Sakamoto, do Colégio Passionista São Gabriel, de São Vicente. Ele, que atua nos ensinos Fundamental I e II e Ensino Médio, afirmou que a Campanha da Fraternidade sempre norteia uma série de atividades no colégio, pois ela faz parte do planejamento.

Fabrício Rodrigues
Vinicius Sakamoto

 

MOMENTO REFLEXIVO – Para a professora Alessandra Pedroso dos Santos, do Colégio Coração de Maria, o Encontro de Formação na UNISANTOS é o momento de troca muito participativa, agradável, onde é possível se manifestar enquanto Igreja e escola. Considera o tema muito bom, pois é possível trabalhar em muitas disciplinas. “Hoje surgiram muitas ideias para o nosso trabalho”.

 

Do Liceu Santista, a professora Fernanda Zipoli Monteiro Papa acha importante elucidar o tema da Campanha da Fraternidade para que se possa pensar em propostas mais reflexivas. Segundo ela, o Encontro de Formação possibilita a ampliação da prática docente, contribuindo para novos processos de ensino-aprendizagem. Professor de Ensino Religioso do Colégio São José, José Paulo dos Santos disse que o encontro de formação é um momento em que o docente vem se “reabastecer”, vem se informar, entender melhor a problemática social que a Campanha da Fraternidade está trazendo, e de que forma ele vai traduzir isso em sala de aula.

Atendimento via chat
Atendimento via chat