Extensão

Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande

O livro (aqui, em versão multimídia) Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande, do Prof. Dr. Élcio Rogério Secomandi, mostra como essa, diferentemente das demais fortalezas, não foi apenas um baluarte contra os inimigos estrangeiros. Ela foi, sobretudo, um símbolo de advertência do incontestável domínio de Felipe de Espanha aos habitantes de São Vicente e aos partidários da restauração do trono português.

A permanência de uma centena de “soldados-construtores” espanhóis comprova essa função simbólica. Paradoxalmente, parte desta guarnição militar iria se integrar à sociedade local como foram os casos do comandante da fortaleza e do sevilhano Bartolomeu Bueno.

Essa fortaleza também possui laços históricos com as mais importantes fortificações existentes no mundo: o sistema defensivo de Havana, as muralhas de Cartagena e os fortes de San Filipe, em Porto Rico, e de Alicante, na Espanha, foram projetados pela família Antonelli. O projeto arquitetônico da Fortaleza de Santo Amaro é atribuído a Bautista Antonelli, arquiteto militar que acompanhava a esquadra do almirante Diogo Flores de Valdez, composta por 16 naus da Invencível Armada espanhola e que tinha por missão fortificar o Estreito de Magalhães.

EDIÇÃO MULTIMÍDIA


Atendimento via chat
Atendimento via chat