COVID-19 – Estudantes dos cursos de Enfermagem e Farmácia participam da ação “O Brasil Conta Comigo”

Motivadas em auxiliar o próximo e aprimorar o aprendizado na prática, elas colocaram o uniforme e os equipamentos de proteção necessários e foram para as frentes de trabalho para atender as pessoas vítimas da Covid-19. As alunas Beatriz Souza Taveira da Silva e Larissa de Carvalho Espinosa, do curso de Enfermagem, e Patrícia de Lima Ferreira Moreira, do curso de Farmácia, atenderam ao chamado dos ministérios da Educação e da Saúde e fazem parte da ação “O Brasil Conta Comigo”, que tem o objetivo de fortalecer o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus com o apoio dos estudantes da área de saúde.

 

Para Beatriz Silva, essa é uma experiência única que, além de tudo, garante uma maior pontuação no ingresso de residência e ainda conta como horas de estágio obrigatória. Atuando no Pronto Socorro de Vicente de Carvalho, no Guarujá, ela desempenha funções de gestão de enfermagem, na atualização de planilhas, solicitações e resultados de exames, recepção, entre outras atividades.

 

Beatriz Silva

“Estar atuando na linha de frente de uma pandemia tem sido uma experiência única e desafiadora. Deixar de ver e ouvir a situação da saúde e dos profissionais por meio da televisão, e vê-los ao vivo, é emocionante. Saber que pessoas diagnosticadas com a Covid-19 estão no mesmo estabelecimento que você, reforçam ainda mais a necessidade de se proteger, tanto por você quanto pela sua família que te espera em casa”, diz a estudante que já realizou estágio na Santa Casa de Santos, no Pronto Socorro Central e na UBS do Jardim São Manoel, na Zona Noroeste, em Santos.

 

Larissa Espinosa

Larissa de Carvalho Espinosa atua ao lado de Beatriz, no Pronto Socorro de Vicente de Carvalho. Ela destaca que a experiência tem sido um desafio diário e que está crescendo enquanto futura profissional, mas principalmente como ser humano. “Queria poder ajudar durante essa pandemia, pois essa será a minha profissão. Independe de ser um tempo bom ou ruim, quero estar sempre atuando e enfrentando o que vier”, enfatiza.

 

Ela também já realizou estágio em outros equipamentos de saúde e diz que se sente preparada graças ao que aprendeu durante o curso. “Vejo muito do que aprendi. Sinto muito orgulho de fazer parte da UNISANTOS e sou muito grata a todos os meus professores pelo conhecimento que me foi passado”, diz a estudante que associou esse momento de pandemia a uma guerra. “É como se fosse a mesma experiência de um soldado que vai para a guerra. É diferente dizer “eu passei pela guerra” e eu “estive na guerra”.

 

FARMÁCIA – No desempenho de funções administrativas voltadas para farmácia hospitalar, a estudante Patrícia Moreira acompanha e realiza com farmacêuticos atividades como controle de estoque, separação de medicamentos e insumos, controle de prescrição de psicotrópicos e antibióticos, controle de dispensação de EPIs, insumos e medicamentos.  Atua na farmácia da UPA de Vicente de Carvalho, em Guarujá.

Patrícia Moreira

Ela considera que a integração com os profissionais tem feito a diferença e contribuído para o seu crescimento profissional. “Tem sido gratificante porque os farmacêuticos que supervisionam as minhas atividades me fazem participar dos assuntos tratados com os demais profissionais de saúde, na unidade, e com a Secretaria de Saúde para ajudar a tomar decisões internas”, destaca a estudante que já realizou estágios na Farmácia do Cidadão, da Prefeitura de Guarujá, em Farmácia de Manipulação e na Santa Casa de Santos.

 

Em relação ao aprendizado na UNISANTOS, ressalta a conduta dos docentes como exemplo para preparação do profissional, pois eles seguem uma conduta que desperta uma postura crítica, na avaliação de qualquer situação, e estimulam a participação em debates, “desde que estes estejam embasados em evidências científicas, práticas consagradas e preconizadas”.

 

AÇÃO – A ação estratégica “O Brasil Conta Comigo”, do Governo Federal, foi lançada em 31 de março, considerando a declaração de emergência em saúde pública da Organização Mundial da Saúde (OMS), para o enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). Os estudantes que participam da iniciativa têm direito a bonificação que inclui o recebimento de bolsa e recebem certificado sobre a atuação.