BAIXADA VIVA – Instituições de educação superior se reúnem em prol do desenvolvimento econômico e social

Representantes de diferente segmentos durante apresentação da proposta de trabalho

Representantes de 18 instituições de educação superior da Baixada Santista foram recebidos pela UNISANTOS, no último dia 7. O objetivo desse primeiro encontro, que contou com a participação de diferentes atores da sociedade, foi articular docentes e pesquisadores em busca de soluções para o desenvolvimento econômico e a geração de empregos na região, com foco na qualidade de vida. Articulado há mais de dois meses, o “Movimento Baixada Viva” será lançado oficialmente no próximo dia 20, às 19 horas, no Sesc, em Santos.

 

Coordenador do Fórum da Cidadania, o professor Sérgio Sérvulo da Cunha falou da emoção do momento que foi considerado histórico, por reunir um grande número de instituições de educação. Citou que sem uma integração entre os atores sociais não haverá futuro para a região. Convergência e protagonismo foram as palavras destacadas por ele para destacar a razão que deve unir os diferentes setores da sociedade.

 

Pesquisadores, dirigentes e docentes de diferentes instituições participaram do evento

O reitor da UNISANTOS, professor Marcos Medina Leite, apresentou a iniciativa inédita que necessita da articulação das instituições de educação superior para que possa ser realizado um diagnóstico da situação atual da região na perspectiva de que ele possa apontar oportunidades para o desenvolvimento econômico, geração de emprego e qualidade de vida para a Região Metropolitana da Baixada Santista.

 

O encontro contou com a participação de pesquisadores da UNISANTOS; de políticos como Fausto Figueira e Alberto Mourão; do ceo do Complexo Empresarial Andaraguá, André Ursini; e do diretor do Sindicato dos Químicos de Santos, Marcos Valle.

 

Confira o artigo publicado pelo pesquisador da UNISANTOS, professor doutor Alcindo Fernandes Gonçalves, no Jornal A Tribuna. Clique AQUI.