Antropologia
  Assuntos gerais
  Biografias
  Comunicação
  Direito
  Ecologia
  Economia
  Educação
  Engenharia
  Física
  Gestão de negócios
  História
  Jornalismo
  Literatura
  Matemática
  Medicina
  Música
  Patrimônio histórico
  Pensamentos
  Psicologia
  Saúde
  Serviço social
  Sociologia
  Urbanismo
 
 
 
Associada à
MEMÓRIA DA MORTE, MEMÓRIA DA EXCLUSÃO: PROSTITUIÇÃO, INCLUSÃO MARGINAL E CIDADANIA
   
Revelações de um mundo à parte


Um novo olhar sobre a prostituição feminina, baseado nas teorias de Foucault e Claude Lévi-Strauss, mostra a representação que essas mulheres fazem de sua própria identidade


Memória da Morte, Memória da Exclusão: prostituição, inclusão marginal e cidadania, da professora doutora Francisca Eleodora Santos Severino, é o novo lançamento da Editora Universitária Leopoldianum, da Universidade Católica de Santos, UNISANTOS.

A banalização da violência é analisada ao longo de seis capítulos. Contudo, com um novo olhar sobre a prostituição feminina, mostra como este corpo social, excluído da sociedade, pode ter espaço. Nesta obra, as trabalhadoras do sexo comentam as constantes humilhações, ameaças, agressões e a desqualificação pessoal vivida a cada dia de trabalho.

De acordo com a autora, apesar das dificuldades, este trabalho foi muito gratificante. “As dificuldades advinham das relações de poder e violência que cercam o mundo prostitucional. Não foi fácil aceitar que no âmbito das relações de parentesco de famílias bem constituídas acontecia a forma mais brutal de violência, o incesto. Foi desalentador presenciar violência hospitalar, violência policial, cafetinagem e tráfico de crianças, de mulheres e de drogas. É, de fato, um universo à parte, e o desencantamento com o mundo é inevitável. Por outro lado, foi também muito gratificante. Descobri com essas mulheres uma forma peculiar de produzir conhecimento e de preservar a vida em condições infinitamente adversas. O reconhecimento e a reciprocidade produzidas no âmbito prostitucional é algo extraordinário. Pode-se concluir que a maioria das mulheres são excelentes mães e filhas abnegadas.”

Autora: Francisca Eleodora Santos Severino é docente do curso de Mestrado em Educação, da Universidade Católica de Santos. Nasceu em Carmo do Rio Claro, no Sul de Minas Gerais; é bacharel e mestre em Ciências Sociais, pela PUCSP, onde também apresentou sua dissertação Memória da morte, memória da exclusão: prostituição, inclusão marginal e cidadania, em 1921, na área de Antropologia; fez o doutorado em Ciências da Comunicação, na ECA/USP, defendendo, em 2001, a tese Fotos Jornalísticas: a imagem da violência como espelhamento da metamorfose da sociedade brasileira em processo de globalização, com bolsa Fapesp.

 
Título: MEMÓRIA DA MORTE, MEMÓRIA DA EXCLUSÃO: PROSTITUIÇÃO, INCLUSÃO MARGINAL E CIDADANIA
Autor: Francisca Eleodora Santos Severino
Número de páginas: 240 páginas
Formato: 14 X 21 cm
ISBN 85-85387-39-4
 
Por: R$ 25.00
COMPRE JÁ!
 
 
 
UNISANTOS - ©1997-2019 - Todos os direitos reservados.